domingo, 26 de setembro de 2010

Já não quero nada disto, disso, de ti.

A nossa telepatia desapareceu, dizes-me tu. Desapareceu ou nunca houve?, penso eu. Nós não tínhamos telepatia coisa nenhuma. Tínhamos desejo, vontade carnal de nos atirar um ao outro contra uma parede como se não houvesse amanhã. O que aconteceu foi que eu me cansei. Dos jogos, das conversas, das provocações, das propostas, dos olhares, apesar de esses ainda não terem desaparecido. Pergunto-me pela tua namorada. Continuo a passar por ti altiva, queixo espetado e nariz empinado, toda base e perfume, toda olhos pintados e cabelo esvoaçante (é, sou eu que faço por isso). A nossa telepatia desapareceu ou nunca houve? Apareceu (me) outra pessoa. Apareceu (me) uma nova mentalidade, uma nova maneira de ver as coisas. Apareceu (me) juízo. E eu não troco nada disto por uns momentos contigo contra uma parede ou o que quer que seja. Quanto à nossa telepatia não sei e sinceramente não me interessa muito, mas e o teu bom senso? Desapareceu ou nunca houve?

11 comentários:

  1. Infelizmente, há sempre os maus momentos mesmo quando tudo parece um mar de rosas :s
    como se costuma dizer "é bom demais para ser verdade".
    Mas força! :)

    ResponderEliminar
  2. é uma situação bem complicada :s

    ResponderEliminar
  3. nao é complicado nem é um mau momento: é apenas uma situação que simplesmente não vai acontecer mais porque aprendi o que quero e mantenho isso :)

    ResponderEliminar
  4. Continua a passar altiva por ele.
    Tens alguém e ele também, apesar de não o parecer.
    O que passou passou e, pelo que me parece, ainda bem que passou. Bom senso tens tu e pelos dois porque te recusas a ser o "booty call", quanto a ele que leve o seu bom senso , ou melhor a falta dele, e vá pregar a outra freguesia.

    ResponderEliminar
  5. e altiva continuarás a passar por ele.

    ResponderEliminar
  6. É mesmo isso ! "Desapareceu ou nunca houve? " muito certo! parabéns :) vou seguir o teu blog! gostei muito ( ;

    ResponderEliminar
  7. incrivel. e sou um bocado suspeita ao dizer isto porque além de me rever exactamente nas tuas palavras revejo-me com toda a precisão do teu registo. estou-me a sentir o teu alter ego. obrigada

    ResponderEliminar