quarta-feira, 28 de julho de 2010

As alegrias do trabalho #3 (ou vou falar em bom português)

E ontem a vaca-mais-ou-menos*, depois de eu ter estado todo o meu horário laboral a ler 'A casa dos Espíritos' (trabalho intenso, é verdade), esperou pacientemente que eu orientasse as minhas merdas para se lembrar de me mandar entregar no piso de cima um processo que tinha de ser assinado pela directora não sei do quê. Sim senhora, lá me levantei eu para ir buscar o processo, esperando pacientemente que ela se desenmerdasse e me dissesse de uma vez por todas qual era a porcaria do processo para lá entregar, e ela a grunhir coisas como 'ahh acho que é este... acho que é aqui que ela tem de assinar... espera espera! Se calhar é aqui...' e eu já a bater o pé e a bufar, e ela lá entrega, e eu corro até ao piso de cima, e lá entro pelos gabinetes dentro até que chego ao da directora não sei do quê, e mando aquilo para cima da secretária enquanto tento articular uma frase que consista em explicar o que é que eu vim ali fazer com o processo, o que resulta num simples e eficaz 'assine aqui rápido que eu levo já para baixo', e ela lá assina e eu respondo um obrigada enquanto já estava a sair dali para fora a toda a velocidade outra vez, e aparece-me um palhaço com um sorriso radiante a tapar-me a passagem e a perguntar-me quem sou eu e quem me deixou entrar ali, e eu respondo que foi a porta e espremo-me entre ele e a passagem, e deixo o palhaço a ser gozado atrás de mim pelo resto da trupe, e corro outra vez escadas abaixo ainda a rogar pragas aos palhaços e às vacas que me calham na rifa diariamente, e atiro aquilo para cima da secretária da vaca-mais-ou-menos enquanto pego finalmente nas minhas merdas e grito que me vou embora e ela toda sorrisos agradece muito e deseja muito boa praia e eu abano a cabeça (sorrir e acenar amigos, sorrir e acenar) e grito que sim que sim que vou ter quando já tinha batido com a porta e já estava finalmente a caminho da praia.
*existem três no meu departamento: a vaca mor (muito vaca), a vaca chefe (pronto...é chefe) e a vaca-mais-ou-menos (tem dias). Para minha alegria a vaca mor e a vaca chefe estão de férias.

8 comentários:

  1. não gostas de pontos finais ou de vírgulas? lol

    ResponderEliminar
  2. não, é tudo seguido para dar mais ritmo, velocidade e enfase ahahah .

    ResponderEliminar
  3. Lol em todos os trabalhos há vacas mais ou menos, vacas mor e vacas chefe...nada muda.

    ResponderEliminar
  4. Então só tens uma vaca para aturar. Com este calor, e os consequentes niveis de concentração e tolerância lá em baixo, até estás com sorte. Para alem disso ainda podes ler no trabalho. Precisava de um emprego desses.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. wow, o trabalho parece ter mesmo muitas alegrias! (não)

    ResponderEliminar
  6. Eu não tenho chefes, é do pior... quem vou insultar (para os meus botões) quando algo não vai bem? Uma seca!

    ResponderEliminar
  7. miminho(s) para ti no meu blog :)

    ResponderEliminar
  8. Eu por vezes também faço as unhas no trabalho :))

    ResponderEliminar