sábado, 20 de fevereiro de 2010

E continua #4

Hoje é um daqueles dias em que gostava que estivesses aqui comigo, ao meu lado. Gostava de te poder voltar a abraçar e sinto necessidade de te dizer que gosto muito de ti, independentemente de tudo. Gostava de mostrar-te que nada mudou, ao contrário do que repetes inúmeras vezes. Continuo a mesma, continuo as minhas batalhas em prol dos direitos dos animais, das crianças, dos negros e de todos os (outros) grupos minoritários. Ainda continuo a ter medo da trovoada e de marionetas, ainda continuo a perder-me com gelados, pipocas e algodão doce. E sim, ainda vejo o Bob Construtor, apesar de teres parado de gozar comigo por já te teres habituado a isso há muito. Ainda sonho com as viagens, os voluntariados, o surf, os cães e coelhos e as praias. Ainda te desejo, ainda te quero, mesmo tu não acreditando nisso, tal como já fizeste questão de me dizer. Gostava simplesmente de estar sentada ao teu lado em qualquer sítio, com a cabeça apoiada no teu ombro, como tantas vezes fizemos, e conversar contigo a noite toda, sobre tudo. Ter (-te) todo o tempo do Mundo e sentir que onde quer que nós vamos, não vamos a lado nenhum. Outra vez.

2 comentários:

  1. muito obrigada. eu tambem gosto imenso do teu, e este texto está muitissimo bonito, parabéns :)

    ResponderEliminar